Anderson Noise Curiosidades

Festa L•I•S•T•E•N traz edição especial "I Love Techno" neste sábado com Anderson Noise

setembro 13, 2016Portal Underground

Reproduzindo novas sonoridades com um clima espontâneo e vanguardista, o novo projeto chega para fazer você dançar até o raiar do sol. Assinado pela QUALITY HOUSE o sub-label L•I•S•T•E•N, convoca os ouvidos mais exigentes. E para esta décima edição a sétima do ano de 2016 no Armazém Munique em Três de Maio/RS. Desta vez com uma super novidade: será apresentada uma noite especial, de techno! Com o novo projeto da marca "I LOVE TECHNO". E para iniciar com chave de ouro, a festa traz aos ouvidos mais exigentes o "MELHOR do Brasil" o "THE GODFATHER" do techno nacional, a lenda, Anderson Noise.


Pioneiro “é aquele que primeiro abre ou descobre caminhos através de regiões desconhecidas.”

A carreira do DJ e produtor Anderson Noise é pioneira na música eletrônica do Brasil. Natural de Belo Horizonte, Noise começou de mansinho, como é de costume na sua região, mas nunca deixou de dar passos certos em direção ao sucesso.

Em 1988, época da explosão do Acid House, começou a discotecar em sua cidade natal. Apaixonado pela profissão, ele costuma dizer que a função do DJ é emocionar as pessoas. Seguiu produzindo seus próprios eventos a partir de 1992, abrindo espaço na capital mineira para a proliferação da cena eletrônica, ainda embrionária no local.

Foram mais de 40 festas produzidas, muitas em lugares inusitados como manicômios, shopping centers, concessionárias de carros e prédios históricos. A “Família Noise” virou instituição, já que nos eventos não só Anderson estava envolvido. Mamma Noise, a mãe do DJ em pessoa, era a hostess. Posteriormente Alvinho L Noise se empolgou com os toca-discos e fervia a pista ao lado do irmão.

Seu primeiro disco de compilações, “Paralisia Cerebral”, foi lançado em 1996, enquanto a vontade de produzir sua própria música tornava-se realidade nas mãos habilidosas de Noise. Em 1997 foi convidado a incluir "Shantytown" no “Eletronic Music Brasil” primeiro CD 100% nacional do gênero, lançado pela Sony-Mercado Mundo Mix.

Sem medo de expandir seus horizontes, Noise promoveu o primeiro trio elétrico com música eletrônica, em 1999, no Carnabelô, carnaval fora de época da capital mineira, e se tornou presença obrigatória nos anos seguintes. Sem saber, adquiria experiência para encarar um desafio ainda maior: tocar no trio elétrico da cantora Daniela Mercury, em pleno Carnaval de Salvador, em 2002.

A estante do DJ abriga algo além de discos, prêmios: em 97 ganhou como “Destaque Underground” pela revista especializada “DJ Sound”. Nas duas vezes em que essa categoria existiu na premiação, Anderson foi o vencedor. Estão lá os troféus de melhor produtor e melhor dj de techno pelo prêmio “Noite Ilustrada”, da colunista Érika Palomino do jornal “A Folha de São Paulo”; os Troféus Faíscas, prêmio recebido em 3 anos consecutivos, oferecido pelo jornal “O Estado de Minas” para aqueles que agitavam a cena mineira; tanto Anderson fez que acabou virando hors-concours. Em 2003 foi destaque do ano pela Cool Awards, premiação que, em 2004, lhe deu o troféu de melhor dj.

A carreira de Anderson como DJ e produtor seguiu de vento em popa. Participou de todos os grandes eventos nacionais. No festival Skol Beats esteve presente em todas as edições, desde a primeira, encerrando apoteoticamente a edição de 2003. Também participou da tenda eletrônica no Rock In Rio no ano 2000. Foi nesse ano que saiu seu segundo CD de compilações, chamado “Outubro”, com algumas faixas produzidas sob seu selo “Noise Music”. O selo começou em 1999, com a proposta de levar ao mundo a música produzida por aqui, já que nas palavras do próprio: “A gente sempre comprou musica dos gringos e os gringos não tinham nada nosso. Já havia música produzida no Brasil de qualidade para ser mostrada ao mundo.”

Em 2001 tornou-se residente da noite Headstart, no club Turnmills em Londres, integrando um seleto grupo de djs nacionais que despontavam no exterior. Ao mesmo tempo que tocava fora do Brasil, dividia o palco com os grandes nomes internacionais que vinham ao país. Um deles se impressionou com a qualidade do DJ mineiro e o levou em direção ao mundo. Carl Cox, considerado um dos melhores djs do mundo, ficou impressionado com a força de Anderson Noise na primeira vez que tocou no Brasil: “Anderson é muito talentoso. Ele tocou comigo, algumas vezes antes, outras depois. Ele também tem seu próprio selo, Noise Music. São coisas boas – muito boas para ignorar.” No exemplar de 2001 da “DJ Mag 2001 TOP 100”, Cox classificou Anderson como futuro “Dj Hero”.

Seu terceiro disco de compilações saiu em 2002 para agrado do publico brasileiro. “NoiseMusic Compilation 100% Mix Anderson Noise” foi lançado por uma grande gravadora, trazendo todas as músicas do selo Noise Music mixadas por Anderson num set list arrasador. O disco foi bem recebido no Brasil e no exterior, a ponto de chamar a atenção de Trevor Rockcliffe, dono do Mentor, respeitadíssimo selo inglês, que ouviu o material e logo quis lançar a faixa "Você Mesmo" pelo seu selo. Foi também 2002 que Noise lançou seu rádio show, a RADIO NOISE, hospedado em seu site, com programas semanais.

No ano de 2003, Anderson foi convidado pela DJ MAG, uma das mais respeitadas publicações mundiais dedicadas à música eletrônica, para fazer seu quarto CD "DJ World Series - Anderson Noise". Numa série de 5 discos que a revista lançou, onde cada DJ, representando um continente, fez um disco com produções de seu país. Anderson foi o escolhido para representar a América Latina.

Desde então, a carreira internacional de Noise só cresceu: participou dos festivais internacionais Dance Valley, Homelands, Creamfields, Sonar, EXIT, Rock In Rio Lisboa, Nokia Trends, SAMC, Knebworth Ministry of Sound. Suas apresentações pelo mundo lhe renderam a oportunidade de tocar na Alemanha, Argentina, Chile, Colômbia, Coréia do Sul, Equador, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Japão, Paraguai, Peru, Portugal, República Checa, Sérvia e Montenegro, Suíça, Tailândia, Uruguai e Venezuela. Suas músicas e discos foram lançados pelos selos internacionais AFULAB, Áudio, Circle Music, Desaper Here, Eukatech, Harthouse, Jericho, Lo Kik, Mentor, Missile, Molecular Pild, Primate, Sleaze, Spectrum & Teggno e passeiam pelo mundo.

Seu quinto CD é inovador para o público brasileiro “Anderson Noise Live @ Skol Beats 04” é o primeiro CD de música eletrônica nacional gravado ao vivo, durante sua apresentação em um dos maiores festivais do gênero na América Latina. E, como Anderson é incansável, lançou também o primeiro DVD de um DJ brasileiro “Brazilian Love Affair”, que permite acompanhar as gigs nacionais de Anderson, pelos clubes em que é residente.

Em 2005 Noise criou a TV NOISE em conjunto com TORO produções, com programas semanais, nos quais o DJ mostra os clubes, festas e festivais em que toca no Brasil e no mundo.

No ano 2006 pela segunda, vez o DJ encerrou o Skol Beats, principal festival da América Latina e foi considerado pela DJ MAG, um top 100 DJ, entrando como 79º do ranking.

Em 2007 Anderson Noise voltou a colocar o nome do Brazil no ranking do top 100 djs mais populares do mundo da DJ MAG, desta vez na 54° posição. Também a sua música "Homem-Cachorro" entrou na trilha do comentado filme "O Passado", do diretor Hector Babenco.

Em 2008 o DJ lançou 9 EPs e foi convidado pelo clube espanhol La Terrazza para compilar seu CD anual, que teve a parceria do label Alemão Circle Music. Noise também voltou a figurar no Top 100 Dj da DJ MAG, desta vez como 26° do ranking, sendo o único DJ brasileiro a se manter por 3 anos na lista e o que alcançou a melhor posição no ranking até hoje.

Logo na primeira semana de 2009 Anderson Noise lançou seu segundo DVD o "CONNECTION 1969", primeiro documentário sobre um DJ basileiro, juntamente com o seu sétimo CD de compilações o "NOISE CONNECTION", todo ele com produções próprias, remixes e mixagens inéditas. Neste mesmo ano, seu DVD participou do 10ª edição do FILE Festival Internacional de Linguagem Eletrônica. Anderson também foi eleito o DJ número 1 do país pela revista DJ MAG BRASIL

Ainda em 2009 Anderson Noise foi convidado por João Carlos Martins para iniciarem o projeto Anderson Noise e João Carlos Martins in Concert, com a Orquestra Bachiana Filarmônica, que resultou num emocionante concerto reunindo música eletrônica e música clássica na sala São Paulo.
Atualmente Anderson Noise é residente do Clash Club (São Paulo - Brasil)

Para ele, não há limite que não possa ser ultrapassado. Coisa de quem é criativo e pioneiro.

- Único brasileiro a figurar 3 anos no Top 100 da Dj Mag Inglesa chegando a # 26 do Mundo em 2008.

- Único produtor brasileiro de Música Elletrônica a lançar 3 Dvds.

- Único brasileiro a tocar com uma orchestra inteira com o renomado internacionalmente Maestro João Carlos Martins.

- Já se apresentou em mais de 30 países.

- Começou a carreira em 1988.

- Mais de 40 faixas lançadas em todo o mundo.

- Participação em 7 compilações.

- Mais de 400 programas de Radio, Radio Noise transmitido para 13 países

Links
Site

Data: 17/09/2016
Horário: 23h30min - 08h
Local: Armazém Munique. Três de Maio/RS.
Line up: Anderson Noise, Fabiano Reis, Luciano C, Jeff Garcia.
Evento no Facebook

Mais conteúdo que pode te interessar

0 comentários

Formulário de contato