Danny Daze DJs

Saiba mais sobre o DJ e Produtor Danny Daze

maio 06, 2015Portal Underground


Fortemente lembrado pela sua versatilidade, o DJ e produtor  americano Daniel Gomes, também conhecido como Danny Dazze, cada vez mais supera expectativas com o seu som enraizado no Techno de Detroit, no Italo Disco e Miami Bass. A forma livre que ele possui de selecionar seu som e mixa-lo garante a única coisa que o público pode esperar, uma experiência musical onde tudo está em aberto. Combinado com a sua perspicácia empresarial, o toque de Daze faz dele um dos artistas mais interessantes de sua geração.

Daniel adotou o apelido de Daze muito cedo por sugestão de sua mãe. Praticando em aparelhagens que ela comprou para ele, Daze  tocava em casamentos já quando tinha 14 anos, canalizando todos os seus lucros em discos de vinil para tocar em festas que satisfaziam mais o seu gosto. O seu som rapidamente atraiu multidões leais e aventureiras. Levando-se ao próximo nível, ele produziu suas primeiras tracks em uma versão pirata do Fruit Loop em 2004 e iniciou uma label de Techno um ano depois. Os sets esotéricos de Danny rapidamente atraíram multidões, entre eles, um público fiel ao sem som.

Em 2011 foi lançada a sua track "Your Everything", com o DJ e produtor Louisahhh nos vocais.



A track "Your Everything" tocou muito durante aquele verão, aterrizando em muitas listas de fim de ano das mais exigentes, além de ter ido parar em labels de vanguarda como Kompakt, Ellum, Ultramajic, Phantasy, Turbo e Murk. Descrito por Michael Mayer como possuindo um sim "áspero e muscular", Daze fez remixes e colaborações para DJs como Maceo Plex,  Daniel Avery, Tiga, Jori Hulkkonen, Gui Boratto e Jimmy Edgar, entre outros. Em 2014, enquanto se apresentava em Berlim, ele lançou diversos singles e remixes incluindo "Dark Beat", de Murk, "Take Control", de Gui Boratto e três EPs solos: Silicon (Ultramajic), Freeze (Kompakt) e Flange (Ellum). Ele lançou também um tour pelo mundo todo e anunciou planos para um novo label. "Eu já gerenciei um label antes e sinto que é a hora de iniciar outro. Eu não estou atrás de uma agenda egoísta construída apenas ao redor de mim. O label deve ser sobre o artista que está lançando em primeiro lugar."

"Minhas produções musicais são similares aos meus sets, que vão do Electro ao Ítalo Disco, até tocando algum tipo de instrumento musical bem no meio do set. Quanto maior o espectro, melhor!", Diz Daze sobre o seu som, inspirado pelos mais diversos artistas como Jose Gonzales, Trent Reznor, Outkast, Little Dragon, Andrew Weatherall e Ruxpin.


Quer seja tocando solo ou em um B2B, como Danny faz seguidamente, ele arrisca-se em uma jornada musical única através de todo o espectro musical, indo muito além do Techno e da House Music. Essa dedicação à inovação ressoa com a cultura experimental dos DJs e, ainda mais importante, é a essência do que significa sem um músico para Daze. "Como artista, eu sempre acreditei em fazer o que você faz e não se acomodar nem ser influenciado pelo que outros pensam de você. Eu gostaria de fazer projetos completamente "fora da caixa", seja criando um simples som para um novo MacBook ou um álbum agradável com vocais e artistas populares pelos quais eu tenho respeito", diz Daze, que tem figuras como o controverso diretor Gaspar Noe e o pintor moderno Mondrian entre suas influências.

O gosto, habilidade e visão de Danny Daze o separam da maioria dos DJs que se atém à um único estilo ou tratam o fato de serem DJs apenas como um emprego qualquer, um "negócio". A abordagem radical de Danny com o fim de preservar a integridade musical enquanto quebra barreiras pode parecer volátil, mas não é nada aleatória. "Tudo que eu estou fazendo vem de dentro de mim. Não há muita diferença entre Daniel Gomes e Danny Daze."

Danny Daze nas Redes Sociais

Mais conteúdo que pode te interessar

0 comentários

Formulário de contato