DJs Nastia

Saiba mais sobre a DJ Ucraniana Nastia

março 23, 2015Portal Underground


Nastia é uma garota Ucraniana e tem orgulho disso. De toda a história de seu país, foi a DJ que mais tocou pelo mundo. Nascida em um vilarejo em uma família pequena e sem nenhuma educação musical, ela começou sua carreira em 2005 na cidade de Donetsk. Desde 2006, ganhou experiência como promoter, produção de festas e gerenciamento de rádio, mas a sua maior ocupação é como DJ.

Conheça agora a história de Nastia, contada por ela mesma:

"Eu nasci em um vilarejo ao leste da Ucrânia, em uma família normal. Ninguém era músico na minha família, e não haviam oportunidade de se obter uma educação musical, mas eu amava dançar e dançava bem. Durante todo o meu período escolar eu me envolvi em atividades sociais, eu era uma parte ativa das atividades da escola, sempre entusiasmada, empolgada.

Tenho duas irmãs mais velhas que moravam em uma cidade perto de onde nasci, Donetsk. Eu visitava elas à cada duas semanas, e foi lá que fui, pela primeira vez, à uma casa noturna, e foi lá que me dei conta do que eu queria e, então, tudo fez sentido!

Terminei o colégio no vilarejo onde nasci e fui para a universidade de Donetsk, cursar Marketing. Imediatamente encontrei meu primeiro emprego, era uma dançarina do melhor clube que havia na cidade. Depois de um tempo, isto já não era mais suficiente para mim, então comecei a tocar. Isso foi em 2005.

Em 2006 foi a primeira vez que fui para Kazantip. Desde então, muitas coisas mudaram. Eu mudei. Eu trabalhei em Kazantip de 2006 à 2011, tocando em diferentes festas e fazendo o gerenciamento da estação de rádio KISS FM - onde tenho meu próprio programa. Esse meu programa semanal de rádio é chamado Propaganda, que é o mesmo nome do meu label, lançado em 2013.

Desde 2009 eu tenho viajado muito. Nos últimos 3 anos, não tive nenhum final de semana livre. Toquei em muitas cidades da Europa e até do Japão, África do Norte e América do Sul. Tenho tocado menos na Rússia e na Ucrânia agora.
 
Por um curto período de tempo também trabalhei como promoter, organizando minhas próprias festas. Depois, eu decidi trabalhar em um evento por ano junto com a equipe Feeleed, de Odessa. Esse evento que nós fazemos juntos é a minha festa de aniversário, onde meus amigos e artistas mais chegados se reúnem, vindo de todas as partes do mundo.

Eu nunca havia sido residente de nenhum clube até recentemente, quando não pude resistir a oferta do Arma 17 e, desde 2010, sou residente da casa! É uma grande honra pra mim. Arma17 é algo único. Não consigo dizer que é só um clube, pois é muito mais do que isso: é importante, interessante e completo. É algo raro no mundo, além de ser a minha segunda casa. Foi logo depois disso que entrei para a equipe Feeled, e eles se tornaram a minha família na Ucrânia.


Eu não sou uma produtora. Eu sou uma DJ de verdade, apenas DJ, uma das únicas que construiu sua carreira através da performance de mixar as músicas apenas, e não produzi-las. Passei algum tempo no estúdio nos últimos dois anos mas, por enquanto, não há nenhuma produção que seja nem boa nem longa o suficiente para apresentar para todos. Enquanto a produção não me interessa muito, eu sei que a minha melhor aptidão é mixar músicas.

Eu amo o meu hobby, que eu acabei transformando tanto em profissão quanto em estilo de vida durante os últimos anos. Meu objetivo é ver a maior quantidade de gente possível na pista de dança, e dançar com eles, liderando com aquilo que nos une - a música. Eu sou o que eu faço."



Mais conteúdo que pode te interessar

0 comentários

Formulário de contato